segunda-feira, 18 de maio de 2009

Em frente!

Mesmo de longe...
noto que há pessoas que pensam em mim,
no momento sufocante pelo qual passo.

Depois do Vamber...lá de Salvador,
agora é a vez da Naty...diretamente da Austrália,
me dedicar esse texto.
Obrigadíssimo linda!

"...que venha o silêncio visceral que deixa cicatrizes em meu peito depois das desilusões e dos desencontros...

Mas que eu nunca, jamais deixe de acreditar que daqui a pouco, depois de refeito e ainda mais predisposto a acertar, vou viver de novo, vou doer de novo e sobretudo, vou amar mais uma vez...

E não somente uma pessoa, mas tudo o que for digno de ser amado!"

Um comentário:

pauloveras disse...

Muito legal esse poema cara. Seu mesmo? Essa foto dos pés na corda também esta muito legal.
Abraços